Sugestões para gravação de vídeos 

O Núcleo Cavernoma Portugal (NCP) considera que o testemunho de voz de pacientes com cavernomas para que outras pessoas percebam as fases pelas quais os mesmos passaram a partir do momento que tomaram conhecimento do diagnóstico da doença através do seu médico especialista. 

Por isso, o NCP agradece que os pacientes procurem fazer testemunhos quer escritos quer através de gravação de pequenos vídeos.

Na verdade, poder dispor de ambos os recursos é realmente o ideal, dando prioridade aos pacientes, com quem já estamos em contato. 

Além disso, estimula outros pacientes, espalhados, um pouco por todo o país, que ainda não conhecem, a colaborarem com o NCP.

A localização do maior número possível de outros pacientes é um dos nossos objetivos estratégicos.

A gravação de um pequeno vídeo, com o recurso a um telemóvel com câmara fotográfica, é relativamente simples.

No entanto, para que não surjam dificuldades nem constrangimentos, vale a pena referir o seguinte:

Antes do início da gravação, é importante selecionar os tópicos mais relevantes desde o aparecimento dos primeiros sintomas, diagnóstico, tratamentos e consequências da doença.

  • Se for mais confortável para o paciente, deve fazer um pequeno texto ou, alternativamente, fazer apenas um lembrete com os aspectos considerados relevantes;
  • O texto escrito ou o lembrete com os tópicos devem ser colocados numa parede ou outro suporte, à altura da linha dos olhos do paciente, que servem de apoio à sequência da gravação do vídeo;
  • A duração do vídeo não deve exceder 2 minutos e meio;
  • A duração do vídeo acima referido é a dormir para o objetivo do registo que se pretende;
  • Se o paciente quiser fazer alguma referência à nossa estrutura, deve ser claro, ou seja, deve falar sempre do mesmo;
  • Depois de recebermos as gravações dos vídeos, colocamos uma introdução com a identificação do Núcleo e logotipo. E no fim do vídeo, faremos o mesmo. A duração desses dois suportes é de cerca de 15/20 segundos.

Convém sublinhar que se um paciente não desejar fazer a gravação do vídeo, pode pedir a um familiar que o faça, ou seja, não há qualquer inconveniente. Os vídeos serão publicados em nosso site e redes sociais. 

Nota – Em caso de qualquer dúvida, telefone para:

Telemóveis: 967 305 975 ou 919 751 767

E-mail – cavernomaportugal@pigmaleao.pt